Domingo, 11 de Fevereiro de 2007

na lua

como no poema de Cecília Meireles

tenho fases como a lua

tenho fases de ser tua

tenho outras de ser sozinha

e, tal como a lua, é a mesma face que projecto nas minhas fases, pois ora a escondo, ora a mostro, ora surge o nevoeiro mais denso e ela fica invisível, ora sou metades, ora sou quartos.

e, tal como a lua, não é minha a luz que devolvo, dependo do avanço contínuo do movimento dos planetas, cometas, estrelas, constelações.

e, tal como a lua, não sou o centro do universo, antes rodopio, aproximo-me e afasto-me ao ritmo das marés.

 

escrito por divergência instintiva às 00:45

link do post | escrever | favorito
|

sobre mim

pesquisar

 

Março 2007

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

divergências

na lua

convergências

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

tags

todas as tags

contar

ligações

subscrever feeds